WebTurfe


  [05/09/2017 06:11:15]
Jockey Club de São Paulo promove conversa com associados e moradores do bairro durante apresentação do Projeto "Novo Jockey"

 

Conselho administrativo do Clube recebeu representantes dos grupos na última quinta-feira (31) para primeira reunião sobre o projeto em parceria com a Prefeitura de São Paulo

O Conselho Administrativo do Jockey Club de São Paulo, na ocasião representado pelo presidente Benjamin Steinbruch, o vice-presidente Alessandro Arcangeli e os conselheiros Selim Nigri e Samir Abdenour, recebeu na última quinta-feira, 31 de agosto, representantes das Associações de Moradores dos bairros vizinhos ao Hipódromo e associados do Clube para apresentação do Projeto "Novo Jockey", em parceria com a Prefeitura de São Paulo.


Em reuniões distintas os arquitetos do Jockey Club de São Paulo, Adriana Levisky e Jorge Königsberger, apresentaram as etapas do projeto e esclareceram dúvidas. A proposta, ainda em fase conceitual, visa o melhor aproveitamento dos cerca de 600 mil metros quadrados do Hipódromo de Cidade Jardim  e prevê uma série de empreendimentos culturais, gastronômicos e de entretenimento, além de uma área destinada ao parque de uso público. Também está contemplado o restauro das edificações tombadas, consideradas patrimônio histórico da cidade. As áreas do Clube Social serão ampliadas, com novas possibilidades para os associados. 


As atividades turfísticas serão mantidas e o objetivo é que o projeto traga investimentos e novas oportunidades para sua expansão, ponto amplamente defendido pelo Conselho Administrativo do Jockey Club de São Paulo. As áreas do entorno, bem como as vias públicas, áreas verdes e pontos como iluminação e segurança estão inseridos na proposta.


Em reunião com as Associações de Moradores, Paulo Vitor Sapienza, prefeito regional do Butantã reforçou a importância do projeto para a região e manifestou seu apoio:

"O projeto Novo Jockey só trará benefícios ao Jockey e à região. Será algo transformador para o bairro, o entorno, a cidade e para os paulistanos", concluiu.

O Projeto "Novo Jockey" está em fase inicial e ainda precisa passar por diversas etapas de aprovação dos órgãos públicos, incluindo os órgãos de tombamento. O tema já está na pauta oficial do Conpresp - Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo - e deverá começar a ser discutido a partir do dia 4 de setembro.


Para Alessandro Arcangeli, vice-presidente do Conselho Administrativo do Jockey Club de São Paulo o diálogo com associados e moradores será ponto fundamental para a evolução do projeto "A construção de um futuro promissor para o Jockey Club de São Paulo exige produção de receitas recorrentes para manter o Clube Social e promover o restauro das instalações. A cada etapa avançada abriremos espaço para novas conversas, a fim de que possamos chegar a boas soluções. O projeto é ainda embrionário, depende de aprovações nos órgãos públicos e passará por diversas instâncias internas para validação, mas já tem tido aceitação dos associados e moradores, o que representa um grande avanço. O turfe só terá a ganhar com novos investimentos no espaço, restauro das instalações, maior visibilidade e deverá despertar interesse na população, que terá o acesso à atividade facilitado".


Departamento de Comunicação
Jockey Club de São Paulo


 
VEJA TAMBÉM

[23/11/2017 14:30:22]
Latinoamercano 2018: Marlon pode ser um dos representantes brasileiros
[22/11/2017 15:23:20]
Feira dos Campeões Comer & Beber chega ao Jockey Club de São Paulo
[21/11/2017 17:15:36]
Lembrete: Assembleia Geral Extraordinária no dia 23 de novembro
[21/11/2017 11:17:06]
Betting 4 de Cidade Jardim rende R$ 9.263,33 no último domingo
[21/11/2017 11:12:35]
Dois apostadores faturaram R$ 5.001,00 na quadrifeta em Cidade Jardim