Estatuto Social

Nota Oficial


O Jockey Club de São Paulo vem a público responder as acusações feitas pela Sra. Luisa Mell, na tarde de hoje, por meio de sua conta na rede social Instagram (@luisamell).
 
Em primeiro lugar, lamentamos o estado do cavalo encontrado em uma estrada no estado de São Paulo. Repudiamos todo e qualquer tipo de violência e maus tratos contra qualquer animal.
 
Informamos que todos os cavalos do Brasil da raça Puro Sangue Inglês, alojados ou não no JCSP, possuem um microchip de identificação e são de propriedade particular. Por conta disso, qualquer cavalo, em qualquer propriedade, caso seja um Puro Sangue Inglês, terá um microchip de identificação, que é colocado uma única vez no animal quando ainda jovem, não podendo ser retirado ou substituído.
 
Para todos os animais que saem do JCSP, é emitida obrigatoriamente uma GTA (Guia de Trânsito Animal), que só pode ser emitida para uma propriedade devidamente registrada em uma Secretaria Estadual de Agricultura. Além disso, o cavalo precisa estar com todos os seus exames sanitários e veterinários em dia para que possa sair do JCSP.
 
O controle de entrada e saída de animais no Jockey Club de São Paulo é extremamente rígido, tanto do ponto de vista sanitário, com exigência de todos os exames, quanto do ponto de vista da origem e destino dos animais, tudo devidamente registrado por meio das GTAs emitidas pela Secretaria Estadual de Agricultura.
 
Todos os cavalos de corridas alojados no JCSP e que participam dos páreos realizados no hipódromo, são de propriedade particular e só podem deixar o JCSP para uma propriedade devidamente cadastrada em órgão público.
 
Uma vez que um cavalo, de propriedade particular, deixa o JCSP, com destino a uma propriedade particular, a responsabilidade pelo que acontece com esse animal é de seu proprietário e não do JCSP, que não tem competência ou respaldo jurídico para realizar fiscalizações ou controle de animais de particulares em localidades particulares, fora de suas dependências.
 
O JCSP possui equipe médica veterinária 24 horas por dia, 7 dias por semana, em seu hospital veterinário totalmente equipado para realizar qualquer tipo de cirurgia equina, além de protocolos de controle sanitário e veterinário, incluindo de bem estar e saúde animal. No início do ano, o JCSP recebeu uma fiscalização da equipe de bem estar e saúde animal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que avaliou com nota máxima os cuidados e controles com os animais alojados no JCSP.
 
O JCSP é regulado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e pela Secretaria Estadual de Agricultura de São Paulo periodicamente, cumprindo à risca com todas as exigências dos órgãos competentes, possuindo inclusive certificado de entidade controlada. Ademais, mantém o único laboratório de pesquisa e controle antidopagem em equinos do país há mais de 50 anos, o que comprova o seu compromisso com o bem estar e a saúde dos animais, bem como com a lisura das competições que realiza.
 
Sobre os 4 outros cavalos citados como fossem do JCSP, cabe esclarecer mais uma vez que o JCSP não possui cavalos de corridas, todos os cavalos de corridas alojados no JCSP são de propriedade particular. Desconhecemos a identidade desses outros 4 cavalos citados, pois jamais fomos procurados pela Sra. Luisa Mell ou por seu instituto, para ajudar a identificar quem eram os animais. Sequer podemos afirmar que são de fato Puro Sangue Inglês e se forem, se em algum momento estiveram no JCSP. Ademais, a foto da postagem, é de um cavalo correndo no exterior e não no Brasil, sendo portanto com certeza de um cavalo diferente do resgatado.
 
O JCSP lamenta ter sido acusado de negligência de forma leviana e irresponsável pela Sra. Luisa Mell, sem que sequer fosse consultado, seja para informações, seja para ajudar na identificação do cavalo ou no seu atendimento, já que possui infraestrutura apropriada para tal.
 
Por fim, o Jockey Club de São Paulo se coloca à disposição das autoridades competentes para prestar qualquer tipo de informações sobre o controle dos animais alojados e de trânsito dos animais, bem como para ajudar a tentar identificar e rastrear cavalos que forem encontrados abandonados ou que sofreram maus tratos, para ajudar a chegar aos responsáveis para que estes sejam responsabilizados e punidos com o rigor da lei.
 
O JCSP repudia com veemência todo e qualquer tipo de violência e maus tratos contra qualquer tipo de animal.

Jockey Club de São Paulo

« VOLTAR

SEJA ASSOCIADO DO JOCKEY CLUB DE SÃO PAULO

Saiba mais: (11) 2161-8393 e socios@jockeysp.com.br