Olympic Hollywood, a estrela do GP São Paulo (G1) - CSN


Olympic Hollywood  | Foto: Porfírio Menezes

Sempre tido em alta conta por seus responsáveis, Olympic Hollywood colocou um belíssimo ponto de exclamação em sua campanha com o triunfo facílimo no 95º Grande Prêmio São Paulo (G1) - CSN, ponto alto da festa deste domingo, 05 de maio, no Hipódromo de Cidade Jardim.

O ganhador é de criação e propriedade do Haras Regina, que como proprietário já havia vencido em 2016 com Universal Law, mas tem a honra de levantar a carreira pela primeira vez como criador. Um justo prêmio para Sérgio Coutinho Nogueira, que é um grande incentivador da atividade no país.

Roberto Solanés também chega ao bicampeonato da carreira (Universal Law), ele que é o atual campeão da estatística de treinadores no prado carioca e um dos mais consagrados profissionais do país, detentor que é de, praticamente, inúmeras provas de G1 do calendário nacional.

Wesley da Silva Cardoso tem um invejável currículo e com 20 e poucos anos já soma um Brasil (My Cherie Amour), uma Tríplice Coroa (No Regrets) e agora a glória do GP São Paulo com Olympic Hollywood. Dono de grande regularidade, o popular Matheusinho estava muito emocionado após o páreo e dedicou a conquista à sua base, sua família, e também à sua namorada, a bela Alexia Pinheiro, aniversariante do dia. 

Acteon Gaucho e Eleito seguiram lutando pela primeira colocação e cruzaram o espelho assim. Na pequena curva e na reta oposta, Mary Jane juntou-se aos dois e de golpe assumiu as ações. Acteon gaúcho, Eleito, Olympic Hollywood, Avião Sureño, Olympic Idaho, Modigliani, Ultra Bom, Power-Quark, Repeat Winner e First Fighter, que largou para fora, atrasando-se, vinham depois. Na grande curva, Mary Jane ponteava, vigiado por Eleito e Acteon Gaucho. Olympic Hollywood era o quarto, "empurrando" os da frente. Avião Sureño progredia.

Na hora da verdade do 95º GP São Paulo, Acteon Gaucho e Eleito passaram sem dificuldade por Mary Jane. Avião Sureño e Olympic Hollywood apresentavam-se e com muita ação. Olympic Hollywood engrenou, cruzou a frente de seus competidores e colou na cerca interna. Dops 400 metros para o espelho, Olympic Hollywood só abriu luz na dianteira, cruzando a faixa final com 6 ¾ corpos sobre Avião Sureño, o segundo colocado, em êxito autoritário e inquestionável. Modigliani, Forte Cheyenne e First Fighter chegaram nas posições seguintes, completando os cinco primeiros do São Paulo 2019.

Olympic Hollwood é um 4 anos, filho de Soldier Of Fortune e Ulaya, por Wild Event. Na sua quarta vitória, a segunda nobre - Clássico Coaraze (L.) a outra -, Olympic Hollywood correu a milha e meia no gramado em 2min25s482.

por Fernando Lopes 



« VOLTAR


Veja Também

Leia Mais [19/09/2019 13:56:45]
Neste Sábado (21) tem Mesa do Turfe com Jair Balla, Enrico Jarussi e Fernando Quintino
Leia Mais [19/09/2019 13:50:02]
Dicas do Firo para 21 de setembro de 2019
Leia Mais [18/09/2019 16:04:19]
O catedrático Omar Hamdar analisa os Grandes Prêmios de domingo no Tarumã
Leia Mais [17/09/2019 20:41:08]
Projeto de Inscrições do mês de outubro de 2019
Leia Mais [17/09/2019 09:40:06]
Agenda da Semana: de 20 a 23 de setembro de 2019